Apologia de Sócrates

Comentários

Voltar

.

Apologia de Sócrates

Acusado por corromper a juventude e desrespeitar as leis atenienses, Sócrates foi levado a julgamento porque assumiu a responsabilidade pelo que fez defendendo a sua liberdade de pensamento e o direito de morrer dignamente.

Para Sócrates o maior bem de um homem é falar e questionar as coisas, não existindo nada, nem mesmo a morte, que o faça mudar sua conduta e seu modo de pensar.

Sócrates achava indigno de um homem livre tentar se absolver através de palavras bonitas, pois em sua concepção e convicções todos que o julgaram e o condenaram à morte um dia serão julgados pela verdade e condenados pela injustiça e falta de caráter.

Para Sócrates todos nós, até mesmo os falsos juízes, devemos encarar a morte com esperança, pois nenhum mal pode atingir um homem bom, seja em vida ou após a morte, afinal Deus não nos abandona. O que o levou a acreditar que seu julgamento teve um aspecto positivo, pois considerava mais válido uma morte na verdade do que uma vida na mentira, afinal a morte não poderia ser uma coisa tão ruim, se a morte for inconsciência para ele seria lucro, assim, a morte não passaria de uma boa noite de sonos. Ou se a mote for migrar daqui para outro lugar, deixando para trás os que se dizem juízes, e encontrar os verdadeiros juízes, outros homens que morreram e foram justos em vida, para ele seria uma bênção. Já para os juízes a condenação de Sócrates exerceu função de punição, pois consideravam Sócrates culpado por intransições na sociedade.

E antes de chegar o momento de partir, Sócrates fez uma petição: “Punam meus filhos quando eles crescerem, senhores, perturbando-os como eu perturbei vocês, caso lhes pareça que eles se preocupam menos com a virtude do que com o dinheiro ou outra coisa qualquer e pensam ser mais do que são, repreendam-nos como eu repreendi vocês por se preocuparem com o que não deveriam e acharem que significam alguma coisa quando não valem nada. Se fizerem isso, tanto eu quanto meus filhos teremos recebido o justo tratamento”. O que Sócrates quis dizer é que às vezes é necessário escutarmos um “não”, e aprender que determinadas coisas são fúteis, e que não nos trazem conteúda algum. E que dessa forma seus filhos estariam sendo educados segundo a verdade, a qual, Sócrates ensinou e praticou esse ideal de vida até o momento de sua morte.    

“ ...Não passará muito tempo, atenienses, e serão conhecidos e acusados pelos detratores do Estado como assassinos de Sócrates, um sábio...”

Comentário: Sócrates tinha consciência de que estava sendo acusado injustamente e tinha certeza que se um justo estava sendo incriminado os injustos também seriam.

“...Porque fazem isso comigo na esperança de não ter que prestar contas de suas vidas, mas lhes digo que o resultado será bem diferente. Aqueles que irão força-los a prestar contas serão em número bem maior do que o foram até aqui...”

Comentário: Eles o julgaram esquecendo que um dia também seriam, pois na realidade eles é que estavam errados, julgando um homem justo.

“ ...Se a morte é, por assim dizer, uma mudança de casa daqui para algum outro lugar e se, como afirmam, todos os mortos estão lá, que benção maior poderia existir, juízes? Pois se ao chegar no outro mundo, deixando para trás os que se disseram juízes, o homem vai encontrar os verdadeiros juízes que ali se reuniram em julgamento...”

Comentário: Sócrates não tinha medo da morte porque sabia que o verdadeiro julgamento estaria por vir, seria julgado por juízes corretos após a morte.

.

Autoria

Fabiola Foster de Azevedo . Maria Izabel da Silva Jeronimo . Débora Esteves de Carvalho .Tamires Fontes Rodrigues
2º ano do Ensino Médio . Colégio de Aplicação da UCP

.

Reflexão sobre a Apologia

.

Sócrates até o ultimo momento de sua vida julgou ser a verdade um dos melhores bens de um homem livre. Atualmente, apesar da grande evolução e capacidade de conhecimento as pessoas não têm se esforçado para conhecer a verdade. Tomando  como exemplo a gravidez na juventude, chegamos a conclusão de que muitos jovens não têm consciência de qual será a consequencia desses seus atos incalculáveis. Muitas jovens deixam-se levar pelo prazer e ás vezes até por pressão do namorado, e não param para pensar que na  verdade elas não estão preparadas. Isso acaba gerando uma série de consequencias, pois uma jovem dessas talvez fique com medo dos pais e o namorado não aceite, e aborte. Ou até mesmo jogar o filho na lixeira. Por isso que existem coisas que tem que ter seu momento certo.  Mas o que isso teria a ver com o que Sócrates disse?  Eu acho que ter filho não pode ser consequencia e sim escolha. E quando se escolhe algo a pessoa tem que ter responsabilidade e firmeza, assim como Sócrates teve quando disse que prefere uma morte na verdade do que uma vida na mentira  Sócrates nem mesmo perante a morte teve medo, e talvez por esse medo os jovens ajam de forma errada, não pensando nas consequencias, das quais Sócrates provou não ter medo.    

.              

Autoria 

 

Fabíola Foster e Tamires Fontes

2º ano do Ensino Médio . Colégio de Aplicação da UCP

.

Petrópolis-Lisboa 

  Antigo Programa do 10ª. Ano .  Testes de Filosofia

Navegando na Filosofia